Mittwoch, September 23, 2009

Manchmal träume ich schwer

Eu não entendo como consigo questionar não questionando. De que vale a pergunta se eu não dou a mínima para a resposta? Estou cansada, fim. Nunca vi uma imagem tão plácida do fim, tão simples, tão "só isso, poxa vida?". Eu sonho muito pesado. O mais irônico é que nem é tanta coisa assim, talvez eu seja simples demais e não saiba. Mentira, sei sim e saber nunca foi um diferencial para que eu caminhasse sem fazer questão de dar tropeções por aí. Vê-se alguns pedaços da Ana pelo chão, reconstituídos claro pelo grandiosíssimo-querido-amado Grande Ego. Não andar paralelamente, não aceitar que meu patamar é solitário fez-se criar a ilusão de tudo palpável, de tudo das cores que são. Eu não vejo tudo preto e branco mas vejo de fora. É crueldade demais, não fui eu quem escolhi, droga.

Kommentare:

cazarim de beauvoir hat gesagt…
Dieser Kommentar wurde vom Autor entfernt.
cazarim de beauvoir hat gesagt…

manchmal lächele ich. nur manchmal.

ich weiss nicht, ob ich dich gesagt habe, dass ich meine deutschlektionen unterlassen musste... das ist mir traurig.