Dienstag, Dezember 04, 2007

O novo mendigo na rua

O sol escondido atrás das nuvens cheias e cinzas tentava luzir em meus olhos. Na calçada do condomínio me deparo com a criatura. Já idoso, sentado na calçada e com uns olhos tão meigos e piedosos que não saiu mais da minha cabeça.
Eu acho que o novo mendigo da rua conquistou meu coração. Isso mesmo. Arrebatou-me violentamente. Simplesmente não consigo evitar de chorar toda vez que passo por ele. Aqueles olhos...Meu Deus! Aqueles olhos!
Na semana, já não estava mais na calçada. Logo no dia que eu decidi prontamente ir comprar-lhe um lanche na lancheria da rua, ele já não estava lá. No lugar da calçada que era seu, um brioche e um copo de café largados. Entretanto, não foram largados de má vontade, apenas deixados lá como se ele agradecesse e fosse voltar. Só espero que ele tenha voltado para casa, ou, encontrado algo melhor para se hospedar. E que a desgraça caia sobre outras cabeças, e que rolem, e que essa coisa de destino-maktub-estava-escrito-por-Alah vá para as favas. Porque quem merece o que merece não são idosos de olhos meigos...Aqueles olhos!

Kommentare:

(?!) hat gesagt…

¬¬

Mrs. Dustten hat gesagt…

Qual é o seu problema, anônimo? Não gosta de mendigos é? hahahahaha.

Ace of Spades hat gesagt…

É divertido quando aparecem essas porras que pensam que letrinhas ofendem. Se ofender com comentários é coisa de amadores ;)

Rodrigo hat gesagt…

Para mim,os mendigos são um retrato da sociedade que não da valor a seus talentos e ao potencial de trabalho e consumo que tem.Não há sanidade, nem econômica e emocional em mante-los segregados da sociedade.