Mittwoch, Juli 29, 2009

Palmas à Cortázar!

Porque de longe é possível almejar, querer e até tentar trazer para si, mas nunca criar, remendar os maltrapilhos restos humanos e torná-los uma Julieta, uma Beatriz. E o mais fofurinha é que a Julieta dos dias de hoje é uma Atália, uma Maga. Ótimo, posso tirar meu espartilho.

1 Kommentar:

Roberto Borati hat gesagt…

muitas, muitas palmas!