Freitag, April 10, 2009

Afetação

"Aquele que mantém a calma diante de todas as adversidades da vida mostra simplesmente ter conhecimento de quão imensos e múltiplos são os seus possíveis males, motivo pelo qual ele considera o mal presente uma parte muito pequena daquilo que lhe poderia advir: e, inversamente, quem sabe desse facto e reflecte sobre ele nunca perderá a calma. "

Arthur Schopenhauer, in "A Arte de Ser Feliz".




Por isso que eu sempre faço troça quando algum anencéfalo fala que "Schopenhauer era muito pessimista!", absurdo. Não entendo até hoje porque rotulam o velho germânico ranzinza como "pessimista". Nenhuma de suas obras faz uma previsão fora do normal sobre a sociedade e suas conseqüências. Ou ainda, não sei se minha visão também é pessimista ao ponto de não reparar esse tipo de afirmação explícita em seus textos. E aí está o problema de ler tão-somente as orelhas dos livros. Você se submete a uma interpretação superficial de outra pessoa que pode ter entendido ou não a obra. Tira todo o brilho e todo o mérito do escritor e de suas obras, é diretamente e impiedosamente uma falta de respeito.

Kommentare:

Flávia V. hat gesagt…

Mas Nietzsche era pessimista, a isso era. xD

Igor Salton hat gesagt…

E se submeter a interpretação dos outros é o mais fácil. Quantas vezes não o fazemos?

Ana hat gesagt…

Se submeter é sempre mais fácil, Igor. Isso no sentido amplo da palavra. Everyone têm medo de tomar decisões ou dar a palavra final, no fundo, ninguém quer ser o dono da verdade ou caminhar em seu caminho.

Ana hat gesagt…

Aliás, Mr. Vargas... "Sub-meter-se", também serve em alguns casos. Nem todo leitor do blog teve uma formação acadêmica clássica completa, não é verdade? rs.